Ingestão acidental de crack por cão

Relato de caso

  • Bruna Priscilla Almeida da Cruz
  • Kelly Patrícia Camelo
  • Marina Zimmermann
  • Gleydson Martins Ferreira
Palavras-chave: intoxicação, droga ilícita, cocaína

Resumo

O crack é uma potente droga ilícita que traz grave sintomatologia. A ingestão não é a forma habitual de utilização da droga, e sim pelo fumo. Quando o sistema nervoso é estimulado por essa substância ocorre vasoconstrição, aumento da pressão arterial, taquicardia e pode haver arritmias ventriculares, mas os efeitos no organismo são agravados quando ocorre a ingestão, devido a ação ionizante do suco gástrico no estômago. As consequências para o intestino podem ser de isquemia por conta da vasoconstrição e consequentemente necrose, por diminuição do fluxo sanguíneo. Esse artigo tem como objetivo relatar o caso de um cão da raça Bull Terrier com três anos de idade que ingeriu duas pedras da droga acidentalmente e foi submetido ao tratamento clínico de suporte, medicamentos adsorventes, protetores gástricos e hepáticos, associado a fármacos anticonvulsivos, promovendo o restabelecimento de sua saúde.

Publicado
25-02-2019
Como Citar
Almeida da Cruz, B. P., Camelo, K. P., Zimmermann, M., & Martins Ferreira, G. (2019). Ingestão acidental de crack por cão: Relato de caso. Veterinária E Zootecnia, 26, 1-4. https://doi.org/10.35172/rvz.2019.v26.165
Seção
Relatos de Casos