Ocorrência de tecoma (subtipo tumor estromal esclerosante) em cadela

Relato de caso

  • Thaís de Almeida Moreira Universidade Federal de Uberlândia
  • Willian Torres Blanca Universidade Federal de Uberlândia
  • Suzana Akemi Tsuruta Universidade Presidente Antônio Carlos
  • Samyla de Almeida Silva Universidade Federal de Uberlândia
  • Mariana Ribeiro de Castro
  • Márcio de Barros Bandarra Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: canina, ovário, neoplasia, teca, estroma

Resumo

O tecoma é uma neoplasia ovariana rara, sendo, portanto, escassas suas descrições na medicina veterinária. Uma de suas formas de apresentação é o tumor estromal esclerosante, representando cerca de 2-6% dos tumores estromais com origem no ovário. Este subtipo de tecoma ainda não foi descrito em cadelas. Este trabalho objetiva relatar a ocorrência de um tecoma de grandes dimensões, classificado como tumor estromal esclerosante. A cadela era da raça labrador, 10 anos de idade, e o diagnóstico foi estabelecido após exame necroscópico. O histórico clínico constava aumento de volume abdominal, diminuição da evacuação e presença de coágulos de sangue na urina. A avaliação histopatológica da massa demonstrou um agregado de células fusiformes, por vezes ovais, dispostas em feixes, com núcleo central, citoplasma claro de aspecto vacuolizado, indicando a presença de lipídios. O diagnóstico foi confirmado pela técnica histoquímica do Tricromio de Masson, permitindo observar a presença de fibras colágenas dispostas entre as células, concluindo o diagnóstico de tecoma do subtipo estromal esclerosante.

Publicado
25-11-2019
Como Citar
Moreira, T. de A., Blanca, W. T., Tsuruta, S. A., Silva, S. de A., de Castro, M. R., & Bandarra, M. de B. (2019). Ocorrência de tecoma (subtipo tumor estromal esclerosante) em cadela: Relato de caso. Veterinária E Zootecnia, 26, 1-8. https://doi.org/10.35172/rvz.2019.v26.207
Seção
Relatos de Casos