Perfil dos produtores rurais de dois assentamentos nos municípios de brejo alegre e birigui, estado de São Paulo

  • Miriam Yumi Makatu
  • José Antonio Soares
  • Lucas Vinicius Shigaki de Matos
  • Willian Marinho Dourado Coelho
  • Fabio Fernando Ribeiro Manhoso
  • Carlos Noriyuki Kaneto
  • Katia Denise Saraiva Bresciani
Palavras-chave: agricultura familiar, reforma agrária, perfil socioeconômico, assentamentos

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o perfil do produtor rural de dois Assentamentos
localizados nos Municípios de Brejo Alegre e Birigui, estado de São Paulo. Um total de 66
propriedades foi visitado, entrevistando-se o membro familiar que possuía maior
relacionamento com as atividades econômicas. De acordo com suas respostas, as propriedades
apresentavam em média 18,4 hectares, sendo 81,8% destinados à bovinocultura, 69,7% à
agricultura (soja, milho e sorgo), 47% à olericultura, 34,9% cultivavam eucalipto e uma
minoria, 3%, destinavam parte da área à fruticultura. Em relação às espécies de animais nas
propriedades predominam cães (93,9%), a seguir aves (84,8%) e bovinos (80,3%). Os lotes
possuíam um mínimo de uma e o máximo de cinco casas e com uma média de três filhos por
família. Sobre benfeitorias e construções, verificou-se que todas possuíam cerca; 80,3%
curral; 28,7% barracão e 1,5% silo. O tempo de permanência do proprietário do Assentamento
I era de 25 anos e do Assentamento II a posse ocorreu há 12 anos. Com relação à faixa etária
dos titulares, observou-se que apresentavam idade avançada, sendo que 34,8% tinham mais de
60 anos. Quanto à escolaridade dos titulares do lote, os dados apontaram que 19,7% eram
analfabetos e a maioria, 42,4%, possuíam o ensino fundamental incompleto. Antes da posse
da terra, a maioria dos produtores, 87,8%, já se dedicava à atividade agropecuária. Apenas
19,7% dos donos necessitaram de algum tipo de financiamento para a construção de suas
casas, todas as casas eram de alvenaria; o abastecimento hídrico predominante era por poços e
nenhum tipo de análise ou tratamento de água era realizado. A maioria dos moradores, 95,4%,
possuía fossa rudimentar; um entrevistado citou não possuir energia elétrica; 89,4% do lixo
era coletado pela prefeitura. Quanto ao acesso à comunicação, 92,3% escutavam rádio; todos
possuíam televisão e 15,4 % computador com acesso à internet. Como meio de transporte,
44,6% possuíam moto e 72,3% automóvel. Os dados obtidos permitem conhecer a situação
dos produtores, permitindo o planejamento de um trabalho de assistência técnica.

Referências

1. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária [homepage na internet]. Terra da
gente. [citada 2012 Ago 21]. Disponível em:
http://www.mda.gov.br/portal/publicacoes/pageflipview?pageflip_id=3638155.
2. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [homepage na internet]. Censo
Agropecuário 2006. [citada 2012 Ago 21]. Disponível em:
www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/agropecuaria/censoagro/agri_familiar_2006/
familia_censoagro2006.pdf.
3. Hackbart R. Reforma agrária: uma agenda atual. Folha de São Paulo [Internet]. 2011
[citada 2012 Ago. 21]; Jan. 20: [cerca de 1 p.]. Disponível em:
www.incra.gov.br/impresso-reforma-agrária-uma-agenda-atual.
4. Guanziroli CE, Cardim SECS. Novo retrato da agricultura familiar: o Brasil redescoberto.
Brasília: Incra; 2000.
5. Colomba AS, Sant’Ana AL, Araujo CM, Vercese F, Bouzo JC. Caracterização da
pecuária leiteira no assentamento Estrela da Ilha, Ilha Solteira – SP. In: 45º Congresso da
Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural; 2007 Jul 22-25;
Londrina. Anais. Londrina: Sober; 2007.
6. Junqueira RVB, Zoccal R, Miranda JEC. Análise da sazonalidade da produção de leite no
Brasil. In: 10 Minas Leite; 2008 Nov 25-26; Juiz de Fora. Anais. Juiz de Fora: Embrapa
Gado de Leite; 2008.
7. Sant’Ana AL, Tarsitano MAA, Araújo CAM, Bernandes EM, Costa, SMAL. Estratégia
de produção e comercialização dos assentados da região de Andradina, Estado de São
Paulo. Informações Econômicas. 2007; 5: 29-41.
8. Brasil. Instrução normativa n° 51, de 18 de setembro de 2002. Aprova os regulamentos
técnicos de produção, identidade e qualidade do leite. Diário Oficial da União, Brasília
(DF), 2002 Set 21; Seção 1:1-13.
9. Vignotto FM, Tarsitano MAA. Produção e comercialização do leite no assentamento
Timboré (SP): o caso da cooperativa agropecuária Timboré, Andradina e Castilho.
Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural – SOBER, 2008.
[citada 2012 Set 3]. Disponível em: http://ageconsearch.umn.edu/handle/107934.
10. França CG, Grossi ME, Marques VPMA. O censo agropecuário 2006 e a agricultura
familiar no Brasil. Brasília: MDA; 2009.
11. Santos IP, Ferrante VLSB. Da terra nua ao prato cheio: produção para o consumo familiar
nos assentamentos rurais do estado de São Paulo. Araraquara: Fundação Itesp/ Uniara;
2003.
12. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária [homepage na internet]. Pesquisa
sobre a qualidade de vida, produção e renda dos assentamentos da reforma agrária. [citada
2012 Set 1]. Disponível em: http://pqra.incra.gov.br/.
13. Simões AC. Caracterização dos agricultores familiares – agentes multiplicadores – em
assentamentos rurais da região de Andradina (SP) [dissertação]. Ilha Solteira:
Universidade Estadual Paulista; 2006.
14. Bezerra TF, Sant´Ana AL. Caracterização das famílias e das atividades de produção e
comercialização do Assentamento Anhumas, em Castilho-SP. In: 43º Congresso da
Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural; 2005 Jul 24-27;
Ribeirão Preto. Anais. Ribeirão Preto: Sober; 2005.
15. Sant’Ana AL, Buozo JC, Vercese F, Tarsitano MA, Costa, SMAL. Caracterização das
famílias e da produção de quatro assentamentos da região de Andradina- SP. In: In: 44º
Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural; 2006 Jul 23-27;
Fortaleza. Anais. Fortaleza: Sober; 2006.
16. Zoccal R, Souza AD, Gomes AT, Leite JLB. Produção de leite na agricultura familiar. In:
42º Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural; 2004 Jul 25-28; Cuiabá.
Anais. Cuiabá: Sober; 2004.
17. Castro TG, Campos FM, Priore SE, Coelho FMG, Campos MTFS, Franceschini SCC, et
al. Saúde e nutrição de crianças de 0 a 60 meses de um assentamento de reforma agrária,
Vale do Rio Doce, MG, Brasil. Revista Nutrição. 2004; 17: 167-176.
18. Veiga GV, Burlandy L. Indicadores sócio-econômicos, demográficos e estado nutricional
de crianças e adolescentes residentes em um assentamento rural do Rio de Janeiro.
Caderno Saúde Pública. 2001; 6: 1465-1472.
19. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [homepage na internet]. Pesquisa Nacional
por Amostra de Domicílios –2008. [citada 2012 Set 1]. Disponível em:
http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/trabalhoerendimento/pnad2008/defaul
t.shtm.
20. Bezerra TF, Sant’Ana AL. Evolução das atividades produtivas do assentamento Anhumas:
lutas e percalços. In: 44º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia
Rural; 2006 Jul 23-27; Fortaleza. Anais. Fortaleza: Sober; 2006.
Publicado
30-06-2017
Como Citar
Yumi Makatu, M., Soares, J. A., Shigaki de Matos, L. V., Marinho Dourado Coelho, W., Ribeiro Manhoso, F. F., Noriyuki Kaneto, C., & Saraiva Bresciani, K. D. (2017). Perfil dos produtores rurais de dois assentamentos nos municípios de brejo alegre e birigui, estado de São Paulo. Veterinária E Zootecnia, 24(2), 373-383. Recuperado de https://rvz.emnuvens.com.br/rvz/article/view/313
Seção
Artigos Originais

Most read articles by the same author(s)