TRATAMENTO DE TÉTANO EM ÉGUA GESTANTE

  • José Valdevan de Sousa Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba
  • José Gabriel Gonçalves Lins Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia/UNESP campus Botucatu https://orcid.org/0000-0002-0810-1434
  • Ana Valeria Mello de Souza Marques Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre https://orcid.org/0000-0002-7011-1668
  • Gerôncio Sucupira Junior Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba
  • Luis Eduardo Pereira de Andrade Ferreira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba
Palavras-chave: Clostridium tetani, equino, gestação, hiperestesia

Resumo

O tétano é uma doença infecciosa não contagiosa, desencadeada pela ação de neurotoxinas produzidas pela bactéria Clostridium tetani. Dentre as espécies mais suscetíveis e de maior ocorrência em estudos epidemiológicos, destacam-se os equinos. Neste estudo de caso, foi atendido no Hospital Veterinário do IFPB campus Sousa, uma fêmea equina, SRD, 8 anos de idade, no 6º mês de gestação. O animal apresentava taquipneia, taquicardia, espasticidade dos membros, protrusão da terceira pálpebra, hiperestesia, cauda em bandeira, rigidez da musculatura do abdome e discreta rigidez da musculatura cervical. Com a intervenção medicamentosa baseada no uso de soro antitetânico, antibioticoterapia com benzilpenicilina benzatina, acepromazina e fluidoterapia à base de solução de ringer com lactato, associado ao repouso em ambiente silencioso e termicamente agradável, obteve-se resultados satisfatórios nos primeiros dias do inicio do tratamento e recuperação total após o 15º dia. Além disso, ao 15° dia pós-internamento e antecedendo a alta do animal foi realizada a avaliação ultrassonográfica transretal, confirmando a viabilidade fetal. 

Biografia do Autor

José Valdevan de Sousa Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba

Departamento de Medicina Veterinária, Campus Sousa

José Gabriel Gonçalves Lins, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia/UNESP campus Botucatu

Departamento de Clínica Veterinária

Ana Valeria Mello de Souza Marques, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre

Departamento de Zootecnia, campus Sena Madureira

Gerôncio Sucupira Junior, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba

Departamento de Medicina Veterinária, Campus Sousa

Luis Eduardo Pereira de Andrade Ferreira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba

Departamento de Medicina Veterinária, Campus Sousa

Referências

1. Riet-Correa F. Doença de ruminantes e equinos. 3 ed. São Paulo: Editora Varela; 2007.

2 Megrid JM, Ribeiro MG, Paes AC. Doenças infecciosas em animais de produção e de companhia. 1 ed. Rio de Janeiro: Editora Roca; 2016.

3 Smith BP. Tratado de medicina interna de grandes animais. 3 ed. São Paulo: Editora Manole; 2006.

4. Ribeiro MG, Nardi Júnior G, Megid J, Franco MMJ, Guerra ST, Portilho FVR, Rodrigues AS, Paes AC. Tetanus in horses: an overview of 70 cases. . Pesq Vet Bras. 2018;38:285-293. http://dx.doi.org/10.1590/1678-5150-pvb-5441.

5. Leira MH, Oliveira MP, Reghim LS, Peters AP, Almeida LPS, Braz MS, Franzo VA. Tétano em um equino: relato de caso. Pubvet. 2017;11:50-7. https://doi.org/10.22256/pubvet.v11n1.50-54
Publicado
17-07-2020
Como Citar
1.
Silva JV de S, Lins JGG, Marques AVM de S, Sucupira Junior G, Ferreira LEP de A. TRATAMENTO DE TÉTANO EM ÉGUA GESTANTE. RVZ [Internet]. 17º de julho de 2020 [citado 25º de novembro de 2020];27:1-. Disponível em: https://rvz.emnuvens.com.br/rvz/article/view/417
Seção
Relatos de Casos