ANÁLISE DE INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS EM RAÇÕES PARA GATOS

Autores

  • Antonio Jackson Sousa Lima Universidade Federal do Piauí/Aprimorando em Clínica Cirúrgica de Cães e Gatos
  • Yuri Luiz Boechat Universidade Federal do Piauí/Bacharelando em Medicina Veterinária
  • Ligia Mara da Cunha Genovez Universidade Federal do Piauí/Bacharelanda em Medicina Veterinária https://orcid.org/0000-0001-6686-4133
  • Caio Farias Cabral Universidade Federal do Piauí/Bacharelando em Medicina Veterinária
  • Lucas Brenno Rodrigues Silva

DOI:

https://doi.org/10.35172/rvz.2022.v29.670

Palavras-chave:

Alimentação, felinos, nutrientes, categoria

Resumo

A alimentação dos animais domésticos se torna cada dia mais exigente e balanceada, visando a melhora na qualidade de vida destes animais. Atualmente, existe uma grande variedade de rações para atender esta demanda e facilitar a oferta de alimentos aos animais pelos tutores.  Neste trabalho foram avaliadas as informações nutricionais nos rótulos de rações para felinos domésticos comercializadas na cidade de Bom Jesus- PI e estabelecida a relação preço por quilograma, teor de nutrientes em cada categoria das rações para cada grupo de animais, com o objetivo informativo nutricional e estabelecer uma relação custo-benefício entre as mesmas. Os resultados revelam que há bastante diferença entre as rações, seja da mesma classificação, entre elas e/ou grupos diferentes, tanto em questão de preço, como em quantidade e qualidade de nutrientes. É observado a mesma ração com preços diferentes nas Tabelas 1, 2 e 3, assim como rações da mesma categoria destinada ao mesmo grupo de animais, mas que possuem teores de nutrientes bem distintos. Este estudo ainda leva em conta as rações especiais (Tabela 4) destinadas a animais com problemas urinários, renais e obesos, demostrando a importância da diferença de nutrientes nas rações para essa animais. O que pôde se observar com este trabalho é que a escolha da ração baseada na qualidade e quantidade dos nutrientes é imprescindível para fortalecer e nutrir o animal, além de prevenir ou amenizar problemas de saúde, e que o custo com rações não difere muito mediantes as categorias apresentadas.

Referências

Costa Júnior SH, Souza DWB, Souza MCC, Correia KM, Almeida LPS, Sousa LHV, et al. Manejo nutricional de cães e gatos domiciliados em São Luís – Maranhão. Pubvet. 2021;15(2):1-5. doi: https://doi.org/10.31533/pubvet.v15n02a741.1-5. DOI: https://doi.org/10.31533/pubvet.v15n02a741.1-5

Moura WG. A construção social do mercado pet food no Brasil: estudo de caso da família Sens [trabalho de conclusão de curso] [Internet]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina; 2013 [citado 17 Jun 2021]. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/114855/TCC_Wand.final.banca_11.07.2013_formatada%20A5_pronto.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Associação Brasileira Da Indústria De Produtos Para Animais De Estimação. Indústria pet: alta de 30% em custos de produção afetam crescimento em 2020 [Internet]. São Paulo: ABINPET; 2019 [citado 17 Jun 2021]. Disponível em: http://abinpet.org.br/industria-pet-alta-de-30-em-custos-de-producao-afetam-crescimento-em-2020/#:~:text=balan%c3%a7o%202019%20%7co%20faturamento%20da,foi%20de%205%2c3%25

Casa Prática Qualitá. Ração? Saiba como sempre oferecer uma boa alimentação para o seu pet, 2020 [Internet]. São Paulo: Casa Prática Qualitá; 2019 [citado 17 Jun 2021]. Disponível em: https://www.casapraticaqualita.com.br/noticia/quais-as-diferencas-entre-os-tipos-de-racao-saiba-como-sempre-oferecer-uma-boa-alimentacao-para-o-seu-pet_a1057/1

Alinutri Nutrição Animal. Entenda a diferença entre rações Standard, Premium e Super Premium [Internet]. Espírito Santo: Alinutri Nutrição Animal; 2018 [citado 17 Ago 2021]. Disponível em: https://nutriave.com.br/blog/entenda-a-diferenca-entre-racoes-standard-premium-e-super-premium/

QuestionPro. Valor do produto x preço: como definir e traçar estratégias? [Internet]. QuestionPro Survey Software; 2021 [citado 17 Ago 2021]. Disponível em: https://www.questionpro.com/blog/pt-br/valor-do-produto-versus-preco-como-definir-e-melhorar/

Brasil. Instrução Normativa nº 9, de 9 de Julho de 2003. Aprova regulamento técnico sobre fixação de padrões de identidade qualidade de alimentos completos e de alimentos especiais destinados a cães e gatos. Diário Oficial da União. 14 Jul 2003.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução normativa nº 30, de 5 de Agosto de 2009 [Internet]. Brasília: MAPA; 2009 [citado 17 Ago 2021]. Disponível em: http://sistemasweb.agricultura.gov.br/sislegis/action/detalhaAto.do?method=visualizarAtoPortalMapa&chave=1312271284

Welti-chanes J, Vergara BF. Actividad de agua. Concepto y aplicación en alimentos con alto contenido de humedad. In: Aguilera JM. Temas en tecnología de alimentos. Cidade do México: Instituto Politécnico Nacional; 1997. Cap. 1, p. 11-43.

Souza VT. Composição nutricional e avaliação de rótulos de rações secas para cães e gatos adultos comercializadas em Rio Branco-AC. Braz J Dev [Internet]. 2020 [citado 20 Ago 2021];6(6):40792-803. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/12211/10253 DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-571

Carciofi AC. Fontes de proteína e carboidratos para cães e gatos. Rev Bras Zootec [Internet]. 2008 [citado 20 Ago 2021];37 Supl esp:28-41. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbz/a/gnxFLVHLWWGVPdYncVtHwLt/abstract/?lang=pt DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-35982008001300005

Huber TNL, Wilson RC, McGarity SA. Variations in digestibility of dry dog foods with identical label guaranteed analysis. J Am Anim Hosp Assoc. 1986;22(5):571-5.

Sabchuk TT, Lowndes FG, Scheraiber M, Silva LP, Felix AP, Maiorka A, et al. Effect of soya hulls on diet digestibility, palatability, and intestinal gas production in dogs. Anim Feed Sci Technol. 2017;225:134-42. doi: https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.2017.01.011. DOI: https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.2017.01.011

Sunvold GD, Fahey Junior GC, Merchen NR, Bourquin LD, Titgemeyer EC, Bauer LL, et al. Dietary fiber for cats: in vitro fermentation of selected fiber sources by cat fecal inoculum and in vivo utilization of diets containing selected fiber sources and their blends. J Anim Sci. 1995;73(8):2329-39. doi: https://doi.org/10.2527/1995.7382329x. DOI: https://doi.org/10.2527/1995.7382329x

Carciofi AC, Vasconcellos RS, Borges NC, Moro JV, Prada F, Fraga VO. Composição nutricional e avaliação de rótulo de rações secas para cães comercializadas em Jaboticabal-SP. Arq Bras Med Vet. 2006;58(3):421-6. doi: https://doi.org/10.1590/S0102-09352006000300021. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-09352006000300021

Earle KE, Kienzle E, Opitz B, Smith PM, Maskell IE. Fiber affects digestibility of organic matter and energy in pet foods. J Nutr [Internet]. 1998 [citado 22 Ago 2021];128(12):2798-800. Disponível em: https://academic.oup.com/jn/article/128/12/2798S/4724305

Afonso MVR, Jesus NG, Oliveira NS, Rabelo WO, Jorge ALTA, Almeida GM. Avaliação e composição nutricional de rações secas para cães. Pubvet. 2021;15(7):1-7. doi: https://doi.org/10.31533/pubvet.v15n07a853.1-7. DOI: https://doi.org/10.31533/pubvet.v15n07a853.1-7

Carciofi AC, Teshima E, Bazolli RS, Brunetto MA, Vasconcellos RS, Oliveira LD, et al. Qualidade e digestibilidade de alimentos comerciais de diferentes segmentos de mercado para cães adultos. Rev Bras Saude Prod Anim [Internet]. 2009 [citado 23 Ago 2021);10(2):489-500. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/rbspa/article/view/40305/22441

Seixas JRC, Araujo WA, Filtrin CA, Mucio CR. Fontes proteicas para alimentos pet. In: Anais do 3o Simpósio sobre Nutrição de Animais de Estimação; 2003; Campinas (SP). Campinas: Colégio Brasileiro de Nutrição Animal Campinas; 2003. p. 97-116.

Panasevich MR, Kerr KR, Serao MCR, Godoy MRC, Guérin-Deremaux L, Lynch GL, et al. Evaluation of soluble corn fiber on chemical composition and nitrogen-corrected true metabolizable energy and its effects on in vitro fermentation and in vivo responses in dogs. J Anim Sci. 2015;93(5):2191-200. doi: https://doi.org/10.2527/jas.2014-8425. DOI: https://doi.org/10.2527/jas.2014-8425

Wortinger A. Nutrição para cães e gatos. São Paulo: Roca; 2009.

Association of American Feed Control Officials. Publications 2004 [Internet]. Oxford: AAFCO; 2004 [citado 25 Ago 2021]. Disponível em: https://www.aafco.org/Publications

Vellasco CR, Gomes PC, Donzele JL, Rostagno HS, Calderano AA, Mello HHC, et al. Níveis de cálcio e relação cálcio: fósforo em rações para poedeiras leves de 24 a 40 Semanas de Idade. Cienc Anim Bras. 2016;17(2):206-16. doi: https://doi.org/10.1590/1089-6891v17i226916 DOI: https://doi.org/10.1590/1089-6891v17i226916

Nelson RW, Couto CG. Medicina interna de pequenos animais. 4a ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2010. Desequilíbrio eletrolítico; p. 880-1.

Oliveira DE. Minerais: funções, deficiências, toxidez e outros aspectos da suplementação [Internet]. São Paulo: Agroceres Nutrição Animal Ltda; 2001 [citado 20 Nov 2014]. Disponível em: http://www.agroceresnutricao.com.br/artigos/apostilatecnicaminerais

Chamone CMK. Principais deficiências nutricionais em gatos: revisão de literatura [trabalho de conclusão de curso] [Internet]. São Paulo: Centro de Estudos Superiores de Maceió, Fundação Educacional Jayme de Altavila; 2013 [citado 26 Ago 2021]. Disponível em: https://www.passeidireto.com/arquivo/88495982/principais-deficiencias-nutricionais-em-gatos

Rogers QR, Morris JG. Do cats really need more protein? J Small Anim Pract. 1982;21(9):521-32. doi: https://doi.org/10.1111/j.1748-5827.1982.tb02513.x. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1748-5827.1982.tb02513.x

National Research Council. Nutrient requirements of dogs and cats. Washington: The National Academies Press; 2006.

Reis C. Abordagem clínica e nutricional do paciente renal felino [trabalho de conclusão de curso] [Internet]. Porto Alegre: Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2017 [citado 27 Ago 2021]. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/148190

Birchard SJ, Sherding RG. Manual Saunders: clínica de pequenos animais. 3a ed. São Paulo: Roca; 2008.

Silva LPS, Nora Júnior RCH, Pereira CMC, Bernardino VMP. Manejo nutricional para cães e gatos obesos. Pubvet. 2019;13(5):1-12. doi: https://doi.org/10.31533/pubvet.v13n5a339.1-12. DOI: https://doi.org/10.31533/pubvet.v13n5a339.1-12

Case LP, Daristotle L, Hayek MG, Raasch MF. Canine and feline nutrition: a resource for companion animal professionals. 3th ed. Maryland Heights: Mosby Elsevier; 2010.

Mendes FF, Rodrigues DF, Prado YCL, Araújo EG. Obesidade felina. Enciclopedia Biosfera [Internet]. 2013 [citado 27 Ago 2021];9(16):1602-25. Disponível em: https://www.conhecer.org.br/enciclop/2013a/agrarias/Obesidade%20Felina.pdf

Farcas AK, Larsen JA, Owens TJ, Nelson RW, Kass PH, Fascetti AJ. Evaluation of total dietary fiber concentration and composition of commercial diets used for management of diabetes mellitus, obesity, and dietary fat-responsive disease in dogs. J Am Vet Med Assoc. 2015;247(5):501-7. doi: https://doi.org/10.2460/javma.247.5.501. DOI: https://doi.org/10.2460/javma.247.5.501

Melo MG, Duarte JS, Mizuguti P, Honorio G, Martins FP, Honorato CA. Composição bromatológica e qualidade nutricional das rações secas para cães. J Agric Sci [Internet]. 2014 [citado 27 Ago 2021];1(1):149-60. Disponível em: https://www2.ufrb.edu.br/apa/component/phocadownload/category/14-ano-14-vol1?download=166:composicao-bromatologica-e-qualidade-nutricional-das-racoes-secas-para-caes

Santos PA. Composição nutricional e avaliação do rótulo de rações secas para cães adultos comercializadas em Recife - PE. In: Anais da 10a Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão-JEPEX; 2010; Recife. Recife: Universidade Federal Rural de Pernambuco; 2010.

Downloads

Publicado

2022-01-26

Como Citar

1.
Sousa Lima AJ, Boechat YL, da Cunha Genovez LM, Farias Cabral C, Rodrigues Silva LB. ANÁLISE DE INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS EM RAÇÕES PARA GATOS. RVZ [Internet]. 26º de janeiro de 2022 [citado 17º de junho de 2024];29:1-15. Disponível em: https://rvz.emnuvens.com.br/rvz/article/view/670

Edição

Seção

Artigos Originais