EFEITOS DA TOSQUIA NO CONFORTO TÉRMICO E DESEMPENHO PRODUTIVO DE COELHOS (Oryctolagus cuniculus f. domesticus)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35172/rvz.2022.v29.974

Palavras-chave:

bem-estar, bioclimatologia, conforto térmico, cunicultura, estresse por calor

Resumo

O coelho é uma das espécies mais sensíveis às condições do meio que vivem, sendo a temperatura e umidade os fatores que mais têm influência no seu ambiente. O objetivo com este trabalho foi avaliar a tosquia como alternativa para melhorar o conforto térmico e o desempenho produtivo de coelhos criados de forma intensiva em uma região de clima semiárido. Foram utilizados 26 coelhos mestiços, sadios e em fase de engorda, sendo divididos em gaiolas individuais em dois grupos: treze animais submetidos a tosquia (G1) e treze sem tosquia (G2). O conforto térmico foi avaliado todos os dias pelo cálculo de Índice de Temperatura e Umidade (ITH) e pela análise e comparação dos parâmetros: frequência respiratória (FR), temperatura retal (TR) e temperatura superficial (TS). A temperatura e umidade do ambiente foram verificadas em todos os dias do experimento, às 6:00, 9:00, 12:00, 15:00 e 18:00 horas, com um termo-higrômetro. O desempenho dos animais foi avaliado pela pesagem nos dias 0, 10, 20 e 30 do experimento. Como resultado, a FR e TS apresentaram diferença estatística (P<0,05), o grupo dos animais tosquiados apresentou média inferior de FR (221,6 ± 15,4) em relação aos não tosquiados (240,2 ± 26,1). Em relação à TS, houve menores temperaturas nos animais tosquiados (33,8°C ± 0,3) quando comparados com os não tosquiados (35,0°C ± 0,2). Quanto à TR, ficou próximo de 39,5 ºC, inferindo assim que os mecanismos de regulação térmica interno dos animais conseguiram manter a homeotermia desejada. O ganho de peso obteve média de 771,4 gramas no grupo dos animais tosquiados, e 705,2 gramas no grupo dos não tosquiados. Em relação à TR e desempenho dos animais, não foram observadas diferenças estatísticas (P > 0,05). De acordo com os dados obtidos, conclui-se que a tosquia pode ser um meio de melhorar o conforto térmico de coelhos.

Referências

Ferreira WM, Machado LC, Jaruche YDG, Carvalho GG, Oliveira CEA, Souza JDS, et. al. Manual Prático de cunicultura [internet]. Bambuí: Ed. do autor; 2012. [citado 02 jul 2021] e disponível em: https://abwrsa.files.wordpress.com/2014/11/manual-prc3a1tico-de-cunicultura.pdf.

Bonamigo A, Duarte C, Winck CA, Sehnem S. Produção da carne cunícula no Brasil como alternativa sustentável. Rev. Agro. Amb. 2017;10(4):1247-1270. doi: https://doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10n4p1247-1270. DOI: https://doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10n4p1247-1270

Machado LC, Ferreira WM. A cunicultura e o desenvolvimento sustentável [internet]. Bambuí: Associação Científica Brasileira De Cunicultura (ACBC); 2011 [citado 18 jun 2021] e disponível em: https://bityli.com/hkrqd.

Oseni SO, Lukefahr SD. Rabbit production in low-input systems in Africa: situation, knowledge and perspectives – a review. World Rabbit Science. 2014;22(2):147-160. doi: https://doi.org/10.4995/wrs.2014.1348. DOI: https://doi.org/10.4995/wrs.2014.1348

Ramirez MA, Ferreira WM. Bem-estar animal na cunicultura intensiva. In: Cadernos Técnicos de Veterinária e Zootecnia. Bem-estar animal [internet]. 1 ed. Belo Horizonte: FEPMVZ; 2012 [citado 08 jun 2021]. 8, 70-79. Disponível em: https://vet.ufmg.br/ARQUIVOS/FCK/file/editora/caderno%20tecnico%2067%20Bem%20Estar%20Animal%20ok.pdf.

Ferreira RA, Moura RS, Amaral RC, Ribeiro BPVB, Oliveira RF, Piva AE. Estresse agudo por calor em coelhos. Rev. Brasi. Cunic. [internet]. 2017 [citado 10 jan 2022];12(1):45-56. Disponível em: http://acbc.org.br/site/images/Estrese_agudo.pdf.

Klinger ACK, Toledo GSP. Cunicultura. Didática e prática na criação de coelhos [internet]. Santa Maria: Ed. UFSM; 2017.

Heath AM, Navarre CB, Simpkins A, Purohit RC, Pugh DG. A comparison of surface and rectal temperatures between sheared and non-sheared alpacas (Lama pacos). Small Rumin. Res. 2001;39(1):19-23. doi: https://doi.org/10.1016/s0921-4488(00)00173-5. DOI: https://doi.org/10.1016/S0921-4488(00)00173-5

Mendes LCN, Matsukuma BH, Oliveira G, Peres LCT, Gerardi B, Feitosa FLF, et al. Efeito da tosquia na temperatura corpórea e outros parâmetros clínicos em ovinos. Pesq. Vet. Bras. 2013;33(6):817-825. doi: https://doi.org/10.1590/S0100-736X2013000600021. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-736X2013000600021

Marai IFM, Habeed AMM, Gad AE. Rabbits productive, reprodutive and physiological performance traits as affected by heat stress: a review. Livestock Production Science. 2002;78(2):71-90. doi: https://doi.org/10.1016/S0301-6226(02)00091-X. DOI: https://doi.org/10.1016/S0301-6226(02)00091-X

Baêta FC, Souza CF. Ambiência em edificações rurais e conforto térmico. Viçosa: Editora UFV; 2010.

Santos DCE, Sousa CA, Santos NPS, Biagiott D, Anjos WO, Alves PHR, et al. Parâmetros fisiológicos e o desempenho de coelhos Nova Zelândia sob condições climáticas da região sul do Piauí. In: A produção do conhecimento na medicina veterinária; 2019; Ponta Grossa, PR: Atena Editora, 2019. cap. 4, p. 22-31. DOI: https://doi.org/10.22533/at.ed.5221901104

Ferraz PFP, Ferraz GAS, Barbari M, Silva MAJG, Damasceno FA, Cecchin D, et al. Behavioural and physiological responses of rabbits. Agronomy Research. 2019;17(3):704–710. doi: https://doi.org/10.15159/AR.19.113.

Cubas ZS, Silva JCR, Catão-Dias JL. Tratado de Animais Selvagens. 2ª ed. São Paulo: Roca; 2007.

Alvim MJ, Paciullo DSC, Carvalho MM, Aroeira LJM, Carvalho LA, Novaes LP, et al. Sistema de produção de leite com recria de novilhas em sistemas silvipastoris [internet]. Juiz de Fora: Embrapa; 2005 [citado 10 jan 2022]. Disponível em: https://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Leite/LeiteRecriadeNovilhas/autores.htm.

Resende LHC, Borges JFPM, Serafim RS. Tosquia de coelhos como alternativa para melhorar o conforto térmico. FAZU em Revista [internet]. 2012; Uberaba(9):85-89. Disponível em: https://bityli.com/WKSeK.

Jaruche YG, Filho DEF, Dias NA, Fernandes DP, Ribeiro HOC, Siqueira AA, et al. Efeito da densidade de alojamento sobre a homeostase térmica em coelhas em crescimento mantidas em diferentes temperaturas. Rev. Bras. Cunic. [internet]. 2012 [citado 12 jan 2022];1(1). Disponível em: https://bityli.com/MxQYe.

Robertshaw D. Temperature Regulation and the Thermal Environment. In Reece WO. Dukes’ Physiology of Domestic Animals. Ithaca: Comstock Publishing Associates, 2006, p. 897-908.

El-sabrout K. Effect of rearing system and season on behaviour, productive performance and carcass quality of rabbit: A review. J. Anim. Behav. Biometeorol. 2018;6(4):102-108. doi: http://dx.doi.org/10.31893/2318-1265jabb.v6n4p102-108. DOI: https://doi.org/10.31893/2318-1265jabb.v6n4p102-108

Almeida LCP, Silva SM. Cunicultura [internet]. São Luís: Proedu; 2014. [citado 02 jul 2021] e disponível em http://proedu.rnp.br/handle/123456789/982.

Zeferino CP. Indicadores fisiológicos, desempenho, rendimentos ao abate e qualidade de carne de coelhos puros e mestiços submetidos ao estresse pelo calor intenso ou moderado. [dissertação] [internet]. Botucatu (SP): Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista; 2009 [citado 02 jul 2021]. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/95293.

Machado LC, Ferreira WM. Fundamentos de conforto ambiente aplicados à cunicultura [internet]. Belo Horizonte: Escola de Veterinária da UFMG; 2002 [citado 22 jun 2021] e disponível em: https://vdocuments.com.br/fundamentos-de-conforto-ambiente-aplicados-a-cunicultura.html.

Downloads

Publicado

2022-12-19

Como Citar

1.
da Silva AKM, De Oliveira ND, Fernandes FCF, Dias JCO. EFEITOS DA TOSQUIA NO CONFORTO TÉRMICO E DESEMPENHO PRODUTIVO DE COELHOS (Oryctolagus cuniculus f. domesticus). RVZ [Internet]. 19º de dezembro de 2022 [citado 26º de maio de 2024];29:1-10. Disponível em: https://rvz.emnuvens.com.br/rvz/article/view/974

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)