O PAPEL DA NUTRIÇÃO NA DOENÇA ARTICULAR DEGENERATIVA DO ESQUELETO APENDICULAR DE GATOS

Autores

  • Rebeca Bastos Abibe Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - FMVZ UNESP Botucatu https://orcid.org/0000-0002-5542-5554
  • Sheila Canevese Rahal Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - FMVZ UNESP Botucatu
  • Livia Freire Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - FMVZ UNESP Botucatu https://orcid.org/0000-0003-0964-2811
  • Luciane dos Reis Mesquita https://orcid.org/0000-0003-3853-7084
  • Washington Takashi Kano Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - FMVZ UNESP Botucatu
  • Maria Jaqueline Mamprim Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - FMVZ UNESP Botucatu
  • Jeniffer Gabriela Figueroa Coris

DOI:

https://doi.org/10.35172/rvz.2022.v29.438

Palavras-chave:

articulação; degeneração; diagnóstico; nutrição; felino

Resumo

Estudos relativos ao reconhecimento e importância da doença articular degenerativa em gatos requerem maior divulgação, em virtude das particularidades associadas à espécie. Sendo assim, a presente revisão teve por objetivo discorrer sobre os métodos diagnósticos da doença articular degenerativa/osteoartrite do esqueleto apendicular e enfatizar os aspectos nutricionais associados à afecção. Para o diagnóstico da afecção é necessário inicialmente efetuar anamnese completa e exame físico geral e ortopédico específico. Entretanto, os sinais clínicos da afecção podem ser sutis em gatos, incluindo alterações comportamentais ou mudanças do estilo de vida, tais como manter-se mais tempo deitado, relutância em subir ou saltar, entre outros. Baseada nos achados clínicos, a confirmação da lesão deverá ser efetuada com o uso de métodos de imagem. Dentre os vários aspectos da doença, o papel da nutrição precisa ser evidenciado. A nutrição pode contribuir para o desenvolvimento de doenças que levam à osteoartrite, de forma direta ou indireta, entre elas a obesidade, que além da sobrecarga nas estruturas articulares, contribui para o processo inflamatório. Em contrapartida, a nutrição pode auxiliar no mecanismo de controle ou mesmo prevenção, pela modificação do processo degenerativo ou resposta inflamatória, contudo seus efeitos benéficos ainda não estão elucidados. Portanto, estudos das diferentes particularidades do papel da nutrição no manejo da doença articular degenerativa/osteoartrite do esqueleto apendicular em gatos são necessários.

Biografia do Autor

Sheila Canevese Rahal, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - FMVZ UNESP Botucatu

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1982), mestrado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Santa Maria (1989) e doutorado em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1996). Atualmente é professora Titular (início 2011) da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Unesp Botucatu. Foi Vice-Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária da FMVZ, Unesp Botucatu, no triênio 2004-2006, e Coordenadora nos triênios 2007-2009 e 2010-2012. Foi responsável pelo envio à CAPES do Programa de Pós-graduação em Animais Selvagens, que teve seu início em 17 de agosto de 2015. Está como Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Animais Selvagens, desde sua criação. Está como Coordenadora Geral do INCT - Ciência dos Animais Selvagens (CAS) - Chamada INCT - MCTI/CNPq/CAPES/FAPs nº 16/2014, que foi aprovado somente no mérito em 2016 e atualmente aguarda recebimento de certificado de Selo INCT. Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Clínica Cirúrgica Animal, atuando principalmente nos seguintes temas: cão, gato, cirurgia, fratura, pequenos animais e animais selvagens. OBS: Todos os artigos publicados até 2019 em que consto como Segunda Autora, correspondem às pesquisas de alunos de graduação, pós-graduação e residência, entre outros, das quais fui orientadora.

Livia Freire, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - FMVZ UNESP Botucatu

Graduada em Medicina Veterinária pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - FMVZ/UNESP Botucatu (2016) e especialista em Cirurgia de Pequenos Animais pelo programa de Residência em Medicina Veterinária do Hospital Veterinário FMVZ/UNESP Botucatu (2019).

Referências

ALLAN, G.S. Radiographic features of feline joint diseases. Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice, v.30, n.2, p.281-302, 2000.
ALEXANDER, L.G.; SALT, C.; THOMAS G. et al. Effects of neutering on food intake, body weight and body composition in growing female kittens. British Journal of Nutrition, v.106, p.S19-23, 2011.
BAUER, J.E. Therapeutic use of fish oils in companion animals. Journal of the American Veterinary Medical Association, v.239, n.11, p.1441-1451, 2011.
BEALE, B.S. Use of nutraceuticals and chondroprotectants in osteoarthritic dogs and cats. Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice, v.34, n.1, p.271-291, 2004.
BENNETT, D.; ARIFFIN, S.M.B.Z.; JOHNSTON, P. Osteoarthritis in the cat: 1. How common is it and how easy to recognise? Journal of Feline Medicine and Surgery, v.14, n.1, p.65-75, 2012.
BUDSBERG, S.C.; BARTGES, J.W. Nutrition and osteoarthritis in dogs: Does it help? Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice, v.36, n.6, p.1307–1323, 2006.
CANEY, S. Feline arthritis. Veterinary Focus: Feline Focus, v.17, n.3, p.12-17, 2007.
CARCIOFI, A.C.; BAZOLLI, R.S.; PRADA, F. Omega 6 and 3 polyunsaturated fatty acids dog and cat nutrition. Journal of Continuing Education in Animal Science of CRMV-SP, v.5, f.3, p.268–277, 2002.
CORBEE, R.J.; BARNIER, M.M.; VAN DE LEST, C.H. et al. The effect of dietary long-chain omega-3 fatty acid supplementation on owner's perception of behaviour and locomotion in cats with naturally occurring osteoarthritis. Journal of Animal Physiology and Animal Nutrition, v.97, p.846–853, 2013.
CLARKE, S.P.; MELLOR, D.; CLEMENTS, D.N. et al. Prevalence of radiographic signs of degenerative joint disease in a hospital population of cats. Veterinary Record, v.157, n.25, p.793-799, 2005.
CLARKE, S.P.; BENNETT, D. Feline osteoarthritis: a prospective study of 28 cases. Journal of Small Animal Practice, v.47, n.8., p.439-445, 2006.
DIEZ, M.; NGUYEN, P. The epidemiology of canine and feline obesity. Waltham Focus, v.16, n.1, p.1-8, 2006.
HAZEWINKEL, H.A.W.; CORBEE, R.J. Obesity and osteoarthritis. Corbee RJ. Nutrition and the skeletal health of dogs and cats, p.15-31, 2014.
KEALY, R.D.; OLSSON, S.E.; MONTI, K.L. et al. Effects of limited food consumption on the incidence of hip dysplasia in growing dogs. Journal of the American Veterinary Medical Association, v.201, n.6, p.857–863, 1992.
KEALY, R.D.; LAWLER, D.F.; BALLAM, J.M. et al. Five-year longitudinal study on limited food consumption and development of osteoarthritis in coxofemoral joints in dogs. Journal of the American Veterinary Medical Association, v.210, n.2, p.222–225, 1997.
LAFLAMME, D.P. Nutrition for aging cats and dogs and the importance of body condition. Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice, v.35, n.3, p.713-742, 2005.
LAFOND, E. Osteoarthritis in cats. Veterinary Focus, v.25, n.1, p.13-20, 2015.
LASCELLES, B.D.X. Feline degenerative joint disease. Veterinary Surgery, v.39, n.1, p.2–13, 2010.
LASCELLES, B.D.X.; DEPUY, V.; THOMSON, A. et al. Evaluation of a therapeutic diet for feline degenerative joint disease. Journal of Veterinary Internal Medicine, v.24, n.3, p.487–495, 2010.
LASCELLES, B.D.X.; HENRY, J.B.; BROWN, J. et al. Cross-sectional study of the prevalence of radiographic degenerative joint disease in domesticated cats. Veterinary Surgery, v.39, n.5, p.535–544, 2010.
LASCELLES, B.D.X.; DONG, Y-H.; MARCELLIN-LITTLE, D.J. et al. Relationship of orthopedic examination, goniometric measurements, and radiographic signs of degenerative joint disease in cats. BMC Veterinary Research, v.8, n.10, p.1-8, 2012.
LENOX, C.E.; BAUER, J.E. Potential adverse effects of omega-3 Fatty acids in dogs and cats. Journal of Veterinary Internal Medicine, v.27, n.2, p.217-226, 2013.
LÜBBEKE, A.; FINCKH, A.; PUSKAS, G.J. et al. Do synovial leptin levels correlate with pain in end stage arthritis? Internacional Orthopaedics, v.37, p.2071-2079, 2013.
MATHIEU, P. A new mechanism of action of chondroitin sulfates ACS4-ACS6 in osteoarthritic cartilage. Presse Médicale, v.31, n.29, p.1383-1385, 2002.
McLAUGHLIN, R. Management of chronic osteoarthritic pain. Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice, v.30, n.4, p.933-949, 2000.
McNAMARA, P.S.; BARR, S.C.; ERB, H.N. et al. Hematologic, hemostatic, and biochemical effects in cats receiving an oral chondroprotective agent for 30 days. Veterinary Therapeutics, v.1, n.2, p.108-117, 2000.
PEREA, S. Nutritional management of osteoarthritis. Compendium on Continuing Education for the Practising Veterinarian, v.34, n.5, p.E1-E3, 2012.
VILLAVERDE, C. Nutritional management of cats with orthopedic disorders. Veterinary Focus, v.21, n.2, p.26-31, 2011.
WITTE, P.; SCOTT, H. Orthopedic conditions in geriatric cats. Veterinary Focus, v.21, n.2, p.18-23, 2011.

Downloads

Publicado

2022-06-06

Como Citar

1.
Bastos Abibe R, Canevese Rahal S, Freire L, dos Reis Mesquita L, Takashi Kano W, Mamprim MJ, Figueroa Coris JG. O PAPEL DA NUTRIÇÃO NA DOENÇA ARTICULAR DEGENERATIVA DO ESQUELETO APENDICULAR DE GATOS. RVZ [Internet]. 6º de junho de 2022 [citado 26º de maio de 2024];29:1-10. Disponível em: https://rvz.emnuvens.com.br/rvz/article/view/438

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>