LINFOMA COM MANIFESTAÇÕES PERIORBITAIS EM UM CÃO DA RAÇA FOX AMERICANO – RELATO DE CASO

Autores

  • Isabela Borges Santos Acadêmica de Medicina Veterinária – Centro Universitário de Mineiros (UNIFIMES), Campus Mineiros
  • Fernanda Viccini Médica Veterinária Autônoma, Sócia Proprietária da Clínica Vivet – Cuiabá/MT
  • Nathalie Moro Bassil Dower Médica Veterinária Autônoma, Proprietária da Clínica Dower Oftalmovet – Cuiabá/MT https://orcid.org/0000-0003-3564-5258
  • Paulo Roberto Spiller Médico Veterinário, Hospital Veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Sinop – Sinop/MT https://orcid.org/0000-0002-4659-4647
  • Eduardo Ferreira Faria Médico Veterinário, Hospital Veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Sinop – Sinop/MT https://orcid.org/0000-0003-1108-7933
  • Priscila Chediek Dall’acqua Professora Doutora, Centro Universitário de Mineiros (UNIFIMES), Campus Mineiros – Mineiros/GO. https://orcid.org/0000-0001-5781-4492
  • Lianna Ghisi Gomes Professora Doutora, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Mato Grosso – Cuiabá/MT https://orcid.org/0000-0003-0909-2426
  • Andresa de Cássia Martini Professora Doutora, Centro Universitário de Mineiros (UNIFIMES), Campus Mineiros – Mineiros/GO. https://orcid.org/0000-0002-2553-3685

DOI:

https://doi.org/10.35172/rvz.2022.v29.584

Palavras-chave:

oftalmologia; órgãos linfoides; quimioterapia

Resumo

Caracterizado como uma neoplasia maligna, o linfoma avança inicialmente em tecidos linfoides, mas pode apresentar-se em tecidos distintos. Os cães em comparação as outras espécies, tendem a manifestar o linfoma de maneira mais agressiva, independente do seu local de expressão. O presente trabalho objetivou descrever um caso de um cão da raça Fox Americano que apresentou aumento de volume da região periorbital e terceira pálpebra, sendo diagnosticado com linfoma, após exames ultrassonográfico e histopatológico. Após o diagnóstico definitivo de linfoma, iniciou-se o tratamento quimioterápico que teve duração de 19 semanas. Ao término do protocolo, o paciente apresentou remissão completa das manifestações oftálmicas, porém, foi orientado o acompanhamento mensal, e durante 3 meses consecutivos nas avalições o paciente não apresentou nenhuma alteração clínica. Conclui-se que quadros de linfoma podem apresentar manifestações que acometam a região periorbital, sendo de suma importância a avaliação clínica e realização de exames complementares para exclusão de outras doenças oftálmicas, e adoção de medidas terapêuticas efetivas.

Referências

1. Cardoso MJL, Machado LHA, Rocha NS, Moutinho FQ, Ciampolini P. Linfoma canino: revisão de cinquenta e quatro casos. Biosci. J [Internet]. 2003 [cited 2020 Set 30];19(3):131-142. Available from: http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6479#:~:text=Dos%2054%20casos%2068%2C52,linfobl%C3%A1stica%20s%C3%A3o%20as%20mais%20freq%C3%83%C2%BCentes

2. Couto CG. Linfoma. In: Nelson RW, Couto CG. Medicina interna de pequenos animais. 5th ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2015. Cap. 77, p.1160-1174.

3. Cunha FM, Silveira LMG, Xavier JG, Allegretti L, Bovino EE. Linfoma multicêntrico em Canis familiaris (cão doméstico): estudo retrospectivo de 60 casos, entre agosto de 2009 e dezembro de 2010, no Município de São Paulo- SP. J. Health Sci. Inst [Internet]. 2011 [cited 2020 Set 30];29(4):209-301. Available from: http://repositorio.unip.br/wp-content/uploads/2020/12/V29_n4_2011_p299-301.pdf

4. Daleck CR, Nardi AB. Oncologia em cães e gatos. 2nd ed. Rio de Janeiro: Roca, 2016. 766 p.

5. Jubb KVF, Kennedy PC, Palmer N. Pathology of Domestic Animals. 4th ed. San Diego: Elsevier, 2008. 747 p.

6. Kimura KC. Linfoma canino: papel do meio ambiente. [tese]. São Paulo: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo; 2012. 139f.

7. Marció F. Linfomas dos anexos oculares em centro brasileiro de referência: aspectos clínico-epidemiológicos e anatomatológicos (revisão de 18 anos). [dissertação]. São Paulo: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; 2015. 167f.

8. Mattos F, Reis E. Cão portador de linfossarcoma atendido no Hospital Veterinário da Anhanguera – SP: Relato de caso. Pubvet [Internet]. 2017 [cited 2020 Set 30];11(3):276-280. Available from: https://www.pubvet.com.br/artigo/3567/catildeo-portador-de-linfossarcoma-atendido-no-hospital-veterinaacuterio-da-anhanguera-ndash-sp-relato-de-caso

9. Ponce F, Marchal T, Magnol JP, Turinelli V, Ledieu D, Bonnefont C, Pastor M, Delignette ML, Fournel-Fleury CA. Morphological study of 608 cases of canine malignant lymphoma in France with a focus on comparative similarities between canine and human lymphoma morphology. Vet. Pathol [Internet]. 2010 [cited 2020 Set 30];47(3):414-33. Available from: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20472804/

10. Ribeiro RCS, Aleixo GAS, Andrade LSS. Linfoma canino: revisão de literatura. Medicina Veterinária (UFRPE) [Internet]. 2015 [cited 2020 Set 30];9(1-4):10-19. Available from: http://www.journals.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/1330

Downloads

Publicado

2022-06-06

Como Citar

1.
Borges Santos I, Viccini F, Moro Bassil Dower N, Roberto Spiller P, Ferreira Faria E, Chediek Dall’acqua P, Ghisi Gomes L, de Cássia Martini A. LINFOMA COM MANIFESTAÇÕES PERIORBITAIS EM UM CÃO DA RAÇA FOX AMERICANO – RELATO DE CASO. RVZ [Internet]. 6º de junho de 2022 [citado 17º de junho de 2024];29:1-6. Disponível em: https://rvz.emnuvens.com.br/rvz/article/view/584

Edição

Seção

Relatos de Casos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)