Nova classificação qualis-capes e ciência e tecnologia

  • Helio Langoni Universidade Estadual Paulista
Palavras-chave: editorial

Resumo

Muito se fala em novas tendências para a ciência e tecnologia. Na era molecular
ocorreram grandes avanços, com novas classificações taxonômicas para muitos agentes
causadores de enfermidades, tanto nos animais, quanto no homem. Da genômica chegou-se à
era proteômica, e os pesquisadores buscam apoio financeiro, estabelecem parcerias para
atender esta nova frente de pesquisa e demanda, que evolui a cada dia. No Estado de São
Paulo, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP, tem contribuído
sobremaneira para alavancarmos recursos, permitindo-nos desenvolver pesquisas de excelente
nível, o que nos coloca em posição de evidência quando se compara a outros países.
O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, por
outro lado, também tem alocado recursos para o desenvolvimento de pesquisas em várias
áreas do conhecimento, com a chamada de diferentes editais, que têm possibilitado a
participação de pesquisadores de todo o Brasil, estimulando para o desenvolvimento de
pesquisas de alto nível no país. A ampliação do número de bolsas de iniciação científica,
mestrado, doutorado e pós-doutorado, e também de produtividade em pesquisa para
pesquisadores indubitavelmente nos têm colocado em posição de destaque no cenário nacional
e internacional.
Se por um lado é possível captar recursos para o desenvolvimento de pesquisas, por
outro é necessário a publicação de seus resultados, pois é desta forma que estaremos
mostrando ao mundo a qualidade do que é produzido em ciência e tecnologia no país. Desta
forma, além de publicar, temos que priorizar as revistas indexadas em bases de dados de
referência e ainda de alto impacto, pois caso contrário o artigo ficará restrito a somente uma
pequena parcela da comunidade científica.
Outro aspecto a se considerar é o rigor que a CAPES vem imprimindo para a avaliação
de periódicos a nível nacional, com o que temos que concordar, pois é preciso valorizar os
recursos investidos em ciência e tecnologia, publicando em revistas bem conceituadas e de
alto impacto. Desta forma estamos valorizando os resultados das pesquisas conduzidas no
país. Recentemente presenciamos uma situação de preocupação de muitos editores de revistas
científicas por terem suas revistas rebaixadas quanto ao conceito Qualis-CAPES. Entendemos,
portanto, que esta atitude é necessária e que precisamos melhorar o padrão de nossas revistas.

Esta revista já vinha estabelecendo parceria para sua migração junto ao Scielo e, desta
forma, inicialmente estamos pleiteando a sua inclusão na base de dados Lilacs, que está
avaliando a proposta, e há algumas restrições, as quais são de fácil resolução. Por outro lado,
para sua inserção no Scielo, devemos estar alterando a normatização bibliográfica para a base
Vancouver, que poderá ser encontrada em “Normas para apresentação de trabalhos”, ou no
endereço: http://www.icmje.org/
A revista está aberta para a apresentação de trabalhos, esclarecendo que estaremos
aceitando artigos que respeitem as normas Vancouver.

Publicado
28-09-2018
Como Citar
Langoni, H. (2018). Nova classificação qualis-capes e ciência e tecnologia. Veterinária E Zootecnia, 16(2), 1-2. Recuperado de https://rvz.emnuvens.com.br/rvz/article/view/370
Seção
Editorial