Infusão contínua de duas doses de fentanil associadas à lidocaína e cetamina em fêmeas caninas anestesiadas com sevoflurano e submetidas à ovariohisterectomia eletiva

  • Samuel Monzem Universidade Federal de Mato Grosso - Faculdade de Medicina Veterinária
  • Lianna Ghisi Gomes Universidade Federal de Mato Grosso - Faculdade de Medicina Veterinária
  • Andresa de Cássia Martini, Dr Universidade Federal de Mato Grosso - Faculdade de Medicina Veterinária
  • Dábila Araújo Sonegô Universidade Federal de Mato Grosso - Faculdade de Medicina Veterinária
  • Daiana Cristina Winter Universidade Federal de Mato Grosso - Faculdade de Medicina Veterinária
  • Paulo Roberto Spiller Complexo Veterinário da Universidade Federal de Roraima (CVET-UFRR)
  • Luciana Dambrósio Guimarães Universidade Federal de Mato Grosso - Faculdade de Medicina Veterinária
Palavras-chave: anestésico local, antagonista NMDA, cão, opioide.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos cardiorrespiratórios de duas doses de fentanil associadas à lidocaína e cetamina em fêmeas caninas anestesiadas com sevoflurano e submetidas à ovariohisterectomia eletiva. Foram utilizados 18 animais distribuídos aleatoriamente em dois grupos. Os animais do grupo A (GA) receberam pela via intravenosa um bolus de fentanil de 0,0018 mg/kg e os do grupo B (GB) 0,0036 mg/kg, ambos associados a lidocaína 3 mg/kg e cetamina 0,6 mg/kg. Imediatamente após o bolus realizou-se a indução com propofol seguido do início da infusão contínua (IC) de fentanil na dose de 0,0018 mg/kg/h para o GA e 0,0036 mg/kg/h para GB, ambos associados a 3 e 0,6 mg/kg/h de lidocaína e cetamina. A anestesia foi mantida com sevoflurano diluído em oxigênio 100% a 1,5V% através de vaporizador calibrado que foi ajustado para a manutenção do plano anestésico cirúrgico. Os animais foram posicionados em decúbito dorsal e permaneceram sob ventilação espontânea. Foram avaliados os valores basais (T0), após indução (T1) e 5 (T5), 20 (T20) e 35 (T35) minutos de IC dos seguintes parâmetros: frequência cardíaca (FC), frequência respiratória (f), pressão arterial sistólica (PAS), diastólica (PAD) e média (PAM), saturação de oxigênio na hemoglobina (SatO2), pressão parcial de dióxido de carbônico (EtCO2) e o sevoflurano expirado (EtSevo). A analise estatística foi realizada através da análise de variância seguida do teste de Scott-knott. As diferenças foram consideradas significativas quando P < 0,05. A FC reduziu após 20 minutos de IC e a f, PAS, PAD e PAM diminuíram após indução anestésica. Tais diferenças não foram relevantes clinicamente e os valores se mantiveram dentro do limite fisiológico. Pode-se concluir que as duas doses de infusão contínua de fentanil produziram estabilidade cardiovascular e respiratória, além de permitirem a diminuição do requerimento de sevoflurano para a realização da ovariohisterectomia eletiva.

 

Referências

1. Murphy MR, Hug JC. The anesthetic potency of fentanyl in terms of its reduction of enflurane MAC. Anesthesiology. 1982;57(6):485-8. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7149305
2. Lamont LA. Multimodal pain management in veterinary medicine: the physiologic basis of pharmacologic therapies. Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice. 2008;38(6):1173-86. doi: 10.1016/j.cvsm.2008.06.005.
3. Matsubara LM, Oliva VN, Gabas DT, Oliveira GC, Cassetari ML. Effect of lidocaine on the minimum alveolar concentration of sevoflurane in dogs. Veterinary anaesthesia and analgesia. 2009;36(5):407-13. doi: 10.1111/j.1467-2995.2009.00471.x.
4. Love L, Egger C, Rohrbach B, Cox S, Hobbs M, Doherty T. The effect of ketamine on the MACBAR of sevoflurane in dogs. Veterinary anaesthesia and analgesia. 2011;38(4):292-300. doi: 10.1111/j.1467-2995.2011.00616.x.
5. Reilly S, Seddighi R, Egger CM, Rohrbach BW, Doherty TJ, Qu W, et al. The effect of fentanyl on the end-tidal sevoflurane concentration needed to prevent motor movement in dogs. Veterinary anaesthesia and analgesia. 2013;40(3):290-6. doi: 10.1111/vaa.12013.
6. Aguado D, Benito J, de Segura IAG. Reduction of the minimum alveolar concentration of isoflurane in dogs using a constant rate of infusion of lidocaine–ketamine in combination with either morphine or fentanyl. The Veterinary Journal. 2011;189(1):63-6. doi: 10.1016/j.tvjl.2010.05.029.
7. Belmonte EA, Nunes N, Thiesen R, Lopes PCF, Costa PF, Barbosa VF, et al. Infusão contínua de morfina ou fentanil, associados à lidocaína e cetamina, em cães anestesiados com isofluorano. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinaria e Zootecnia 2013;65(4):1075-83. http://www.scielo.br/pdf/abmvz/v65n4/19.pdf
8. Yaksh TL, Noueihed RY, Durant P. Studies of the pharmacology and pathology of intrathecally administered 4-anilinopiperidine analogues and morphine in the rat and cat. Anesthesiology. 1986;64(1):54-66. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2867722
9. Schmid RL, Sandler AN, Katz J. Use and efficacy of low-dose ketamine in the management of acute postoperative pain: a review of current techniques and outcomes. Pain. 1999;82(2):111-25. doi: 10.1016/S0304-3959(99)00044-5
10. Lauretti GR. Mecanismos envolvidos na analgesia da lidocaína por via venosa. Rev Bras Anestesiol. 2008;58(3):280-6. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942008000300011.
11. Docquier M-A, Lavand’homme P, Ledermann C, Collet V, De Kock M. Can determining the minimum alveolar anesthetic concentration of volatile anesthetic be used as an objective tool to assess antinociception in animals? Anesthesia & Analgesia. 2003;97(4):1033-9. https://insights.ovid.com/pubmed?pmid=14500153
12. Kukanich B WA. Opiods. In: Grimm KA LL, Tranquilli WJ, Greene SA, Robertson SAA. , editor. Veterinary anesthesia and analgesia The fifth edition of Lumb and Jones. 5 ed: Wiley Blackwell; 2015. p. 207-26.
13. SC H. Monitoring anesthetized patients. In: Grimm KA LL, Tranquilli WJ, Greene SA, Robertson SAA, editor. Veterinary anesthesia and analgesia The fifth edition of Lumb and Jones. 5 ed: Wiley Blackwell. ; 2015. p. 83-113.
Publicado
25-11-2019
Como Citar
Monzem, S., Gomes, L. G., Martini, A. de C., Sonegô, D. A., Winter, D. C., Spiller, P. R., & Guimarães, L. D. (2019). Infusão contínua de duas doses de fentanil associadas à lidocaína e cetamina em fêmeas caninas anestesiadas com sevoflurano e submetidas à ovariohisterectomia eletiva. Veterinária E Zootecnia, 26, 1-7. https://doi.org/10.35172/rvz.2019.v26.191
Seção
Artigos Originais