AMINOÁCIDOS ESSENCIAIS EM SUÍNOS: EXPLORANDO AS DEMANDAS NUTRICIONAIS PARA UM CRESCIMENTO SAUDÁVEL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35172/rvz.2024.v31.1220

Palavras-chave:

Produtividade, Suinocultura, Nutrição.

Resumo

O objetivo desta revisão bibliográfica é elucidar os principais avanços relacionados à utilização de aminoácidos na nutrição de suínos e sua relação com o desempenho animal. Essa revisão foi realizada a partir de uma busca bibliográfica embasada em diferentes publicações encontradas em banco de dados. A busca por artigos foi realizada nas seguintes bases de pesquisa literária eletrônica: Web of Science e Google Scholar, utilizando termos de busca associados ou não, no plural ou singular, em inglês e em português, como: “aminoacids” AND “swine” AND “needs” foram selecionados 45 arquivos, após o teste de relevância para uso no estudo, os mesmos foram tabulados em planilha do Excel® com as informações que são relevantes, para exploração na revisão. As exigências de aminoácidos devem ser atendidas em todas as fases de nascimento seguindo recomendações por idade e sexo e categoria produtiva, visando a expressão máxima do seu potencial de produção, atendendo as exigências de aminoácidos garante a sanidade, potencial produtivo, reprodutivo e índices zootécnicos de interesse.

Referências

Associação Brasileira de Proteína Animal. Relatório anual 2021 [Internet]. São Paulo: ABPA; 2021. Disponível em: https://abpa-br.org/wp-content/uploads/2021/04/ABPA_Relatorio_Anual_2021_web.pdf.

ISMA – Relatório informativo semanal do mercado agropecuário. (2022). Ministério da Economia.

Genova, J. L.; Leal, I. F.; Rupolo, P. E.; Reis, L. E. & Barbosa, V. M. (2017). Aminoácidos limitantes na nutrição de suínos. Revista Eletrônica Nutritime, 14,1-14.

Moura, A. M. A. (2004). Conceito de proteína ideal aplicada na nutrição de aves e suínos. Revista Eletrônica Nutritime, 1,31-34.

Beterchini, A. G. (2012). Nutrição de monogástrico. (ed. 2), edn. UFLA, Lavras, MG.

Bertol, M. T.; De Campos, R. M. L.; Coldebella, A.; Filho, J. I. S.; Figueredo, E. A. P.; Terra, N. N. & Agnes, I. B. L. (2010). Qualidade da carne e desempenho de genótipos de suínos alimentados com dois níveis de aminoácidos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 45,621-629. Doi https://doi.org/10.1590/S0100-204X2010000600012.

Nunes, I. J. (1998). Nutrição animal básica. (ed. 2). Edn. FEP – MVZ, Belo Horizonte.

Bittercourt, T. M.; Valentim, J. K.; Lima, H. J. A.; Gobira, A. G.; Ferreira, A. L.; Rodrigues, R. F. M.; Almeida, G. R. & Matos e Silva, N. E. M. (2021). Proteína na Nutrição de não ruminantes. Revista Ensaios e Ciências, 25,268-274. Doi https://doi.org/10.17921/1415-6938.2021v25n3p268-274.

Pandorfi, H.; Almeida, G. L. P. & Guizelini, C. (2012). Zootecnia de precisão: Princípios básicos e atualidades na suinocultura. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, 13,558-568.

Martins, R. A. & Assunção, A. S. A. (2018). Importância dos aminoácidos na nutrição de frangos de corte: revisão de literatura. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal, 12,539-554.

Carsino, J. (2009). Bioquímica. (ed. 2). Edn. UFMS, Campo Grande, MS.

Baker, D. H. (1991). Partitioning of nutrients for growth and other metabolic fuctions: efficiency and priority considerations. Physiology and Reproduction, 70,1797-1805. Doi https://doi.org/10.3382/ps.0701797.

Silva, J. H. V.; Mukami, F. & Albino, T. F. T. (2000). Uso de rações à base de aminoácidos digestíveis para poedeiras. Revista Brasileira de Zootecnia, 29,1446-1451. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982000000500024.

Gomes, B. K. & Stella, L. A. (2018). Arginina na nutrição de leitões. Revista Eletrônica Nutritime, 15,1-8.

BIPERS – Boletim informativo de pesquisa. (1999). Embrapa Suínos e Aves e Extensão, Emater, RS.

Júnior, E. T. SS.; Soares, R. T. R. N.; Molino, J. P.; Oliveira, R. M.; Bonaparte, T. P. & Silva, L. F. A. (2015). Lisina digestível para marrãs no terço final da gestação. Archives of Veterinary Science, 20,01-09.

Moretto, V.; Donzele, J. L.; Oliveira, R. F. M. & Fontes, D. O. (2000). Níveis dietéticos de lisina para suínos da raça Landrace dos 15 a 30 kg. Revista Brasileira de Zootecnia, 29,803-809. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982000000300023.

Gattàs, G.; Silva, F. C. O.; Barbosa, F. F.; Donzele, J. L.; Ferreira, A. S. & Oliveira, R. F. M. (2012). Níveis de lisina digestível em dietas para suínos machos castrados dos 60 aos 100 dias de idade. Revista Brasileira de Zootecnia, 41,91-97. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982012000100014.

Kiefer, C.; Ferreira, A. S.; Donzele, J. L.; Oliveira, R. F. M.; Silva, F. C. O. & Brustolini, P. C. (2005). Exigências de metionina+cistina digestíveis para suínos machos castrados mantidos em ambiente termoneutro dos 30 aos 60 kg. Revista Brasileira de Zootecnia, 34,847-854. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982005000300016.

Haese, D.; Donzele, J. L.; Oliveira, R. F. M.; Abreu, M. L. T.; Silva, F. C. O. & Saraiva, A. (2006). Níveis de triptofano digestível em rações para suínos machos castrados de alto potencial genético para deposição de carne na carcaça dos 60 a 90 kg. Revista Brasileira de Zootecnia, 36,1309-2313. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982006000800016.

Pereira, A. A.; Donzele, J. L.; Oliveira, R. F. M.; Abreu, M. L. T.; Silva, F. C. O. & Martins, M. S. (2008). Níveis de triptofano digestível em rações para machos suínos castrados de alto potencial genético na fase dos 97 aos 125 kg. Revista Brasileira de Zootecnia, 37,1984-1989. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982008001100013.

Henry, Y.; Seve, B. & Colleaux, Y. (1992). Interactive effects of dietry of tryptophan and protein on voluntary feed intake an growth performance in pigs, in relation to plasma free amino acids and hypothalimic seratonin. Journal of Animal Science, 70,1873-1887. Doi https://doi.org/10.2527/1992.7061873x.

Jones, A. L.; Hulett, M. D. & Parish, C. D. (2005). Histidine-rich glycoproteins: a novel adaptor protein in plasma that modulates the imune, vacular and coagulations systems. Immunology and Cell Biology, 38,106-118. Doi https://doi.org/10.1111/j.1440-1711.2005.01320.x.

Kim, S. W.; Mateo, R. D.; Yin, Y. L. & Wu, G. (2007). Functional amino acids and fatty acids enhancing production performance of sows and piglets. Asian-Australasian Journal of Animal Science, 20,295-306. Doi https://doi.org/10.5713/ajas.2007.295.

Kin, S. W. & Sanders, V. M. (2006). It takes nerve to tell T and B cells what to do. Journal of Leukocyte Biology, 79,1093-1104. Doi https://doi.org/10.1189/jlb.1105625.

Scottá, B. A.; Campos, P. F.; Gomide, A. P. C.; Formigini, A. S. & Oliveira, B. L. (2014). Valina, isoleucina e leucina para aves. PUBVET, 8,1-16.

Huepa, L. M. D.; Sato, J.; Toledo, J. B.; Monteira, A. N. T. R. & Pozza, P. C. (2017). Aminoácidos de cadeia ramificada na alimentação de suínos: revisão. PUBVET, 11,1138-1150. Doi http://dx.doi.org/10.22256/PUBVET.V11N11.1138-1150.

Da Rosa, L. S.; Costa Filho, L. C. C.; Quiroz, V. L. D. & Souza, M. I. L. (2013). Proteína bruta, lisina e energia metabolizável para matrizes suínas em reprodução. Arquivos de Ciências Veterinárias e Zoologia, 16,191-199.

Lima, K. R. S.; Ferreira, A. S.; Manno, M. C.; Donzele, J. L. & Araujo, D. (2006). Níveis de proteína bruta na dieta e desempenho reprodutivo de fêmeas primíparas em gestação. Revista Brasileira de Zootecnia, 35,785-731. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982006000300021.

Olker, C. A.; Dahlke, F.; Beltrani, O. C.; Pozza, P. C.; Pazuch, D. & Meurer, R. F. P. (2008). Níveis de lisina digestível em dietas para fêmeas suínas primíparas em lactação. Acta Scientiarum. Animal Sciences, 30,299-303.

Sakomura, N. K.; Silva, J. H. V.; Costa, F. G. P.; Fernandes J. B. K. & Hauschild, L. (2014). Nutrição de não ruminantes. (ed. 1). Edn. Jaboticabal, FUNEP.

Paiva, F. P.; Donzele, J. O.; Oliveira, R. F. M.; Abreu, M. L. T.; Apolônio, L. R.; Torres, C. A. A. & Motta, A. M. S. (2005). Lisina em rações para fêmeas suínas primíparas em lactação. Revista Brasileira de Zootecnia, 34,1971-1979. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982005000600022.

Magnobosco, D.; Bierhals, T.; Ribeiro, R. R.; Cemin, H. S.; Faccin, J. E. G.; Bernadir, M. L.; Wentz, I. & Bortolozzo, F. R. (2013). Lysine supplemenatation in late gestation of gilts: effects on pinglet birtth weight, and gestational and lactational performance. Ciências Rural, 34,1-7. Doi https://doi.org/10.1590/S0103-84782013000800020.

Kiefer, C.; Ferreira, A. S.; Donzela, J. L.; Oliveira, R. F. M.; Silva, F. C. & Carrijo, A. S. (2007). Níveis de treonina digestível em dietas para fêmeas suínas lactantes de médio potencial genético. Revista Brasileira de Zootecnia, 36,1775-1782. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982007000800010.

Kummer, R.; Gonçalves, M. A. D.; Lippker, R. T.; Prado Marques, B. M. F. P. & Moraes, T. J. (2009). Fatores que influenciam o desempenho de leitões na fase de creche. Acta Scientiae Veterinarie, 37,195-209.

Neto, M. A. T.; Berto, D. A.; Alburquerque, R. & Schammas, E. A. (2009). Relação da lisina digestível e energia metabolizável para leitões em fase pré-inicial de creche. Revista Brasileira de Zootecnia, 38,1291-1300. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982009000700019.

Neto, M. A. T.; Berto, D. A.; Nyachoti, C. M. & Schammas, E. A. (2010). Energy and amino acid contente in phase 1 nursey diet: piglet performance and body Chemical composition. Revista Brasileira de Zootecnia, 39,1286-1294. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982010000600018.

Gasparotto, L. F.; Moreira, I.; Furlan, A. C.; Martins, E, N. & Júnior, M. M. (2001). Exigências de lisina, com base no conceito de proteína ideal, para suínos machos castrados em dois grupos genéticos, na fase de crescimento. Revista Brasileira de Zootecnia, 30,1742-1749. Doi https://doi.org/10.1590/S1516-35982001000700012.

Rostagno, H. S.; Albino, L. F. T.; Hannas, M. I.; Donzele, J. L.; Sakumura, N. K.; Perazzo, F. G.; Saraiva, A.; Teixeira, M. L.; Rodrigues, P. B.; Oliveira, R. F.; Barreto, S. L. T. & Brito, C. O. (2017). Tabelas brasileiras de aves e suínos: Composição de alimentos e exigências nutricionais. (ed. 4). End. Departamento de Zootecnia, UFV, Viçosa.

NRC – Nutrien Requirements of Swine. (2012). (ed. 11). Edn. Committe on Nutriente Requirements of Swine, Board on Agriculture and Natural Resource, Division on Earth and Life Studies.

Pinto, L. C. F.; Leão K. M.; Silva, C. N.; Araujo, L. S. Silva, R. P. & Silva M. A. P. (2011) Efeito dos níveis de proteína bruta da ração no comportamento e maturidade sexual de suínos machos. PUBVET, 5,1-6.

Downloads

Publicado

2024-03-26

Como Citar

1.
Duarte Moraleco D, de Almeida AA, Valentim JK, Diniz Silva AC, da Silva Severino AC, Keley Custódio D, Zanella J. AMINOÁCIDOS ESSENCIAIS EM SUÍNOS: EXPLORANDO AS DEMANDAS NUTRICIONAIS PARA UM CRESCIMENTO SAUDÁVEL. RVZ [Internet]. 26º de março de 2024 [citado 21º de maio de 2024];31:1-14. Disponível em: https://rvz.emnuvens.com.br/rvz/article/view/1220

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)